Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Empresa cria armadilha com formulários e usa informação incompleta no Primeira Hora de 31/03

Notícia publicada dia 31/03/2020

Tamanho Fonte:

ATENÇÃO, os formulários de recusa e de retorno às atividades, no caso do afastamento por estar em grupo de risco, que a empresa disponibilizou podem prejudicar o trabalhador, tirando qualquer responsabilidade da ECT por eventuais problemas de saúde e contaminação!

Não assine qualquer documento ou termo antes de pedir orientação ao seu Sindicato!

O Departamento Jurídico da FINDECT e dos Sindicatos filiados já estão tomando as devidas providências!

O Primeira hora começa com mais uma declaração de que os Correios prestam serviço essencial, inclusive para o e-commerce. Cadê as privadas? Agora não são mais eficientes? Os Correios não são obsoletos, dão prejuízo e merecem até ser extintos?

Enquanto a conversa fiada de antes da crise é desmentida pelos fatos, a direção da ECT continua tentando prejudicar a categoria.

Os termos de recusa e de retorno são criminosos. O número de casos está aumentando rapidamente, mesmo com a ausência de testes e a subnotificação. A explosão pode vir em dias e com ela o colapso do sistema de saúde.

Em meio a isso, a direção da ECT pressiona os trabalhadores em grupo de risco e que convivem com familiares nesse grupo para a retornarem ao trabalho, com a retirada dos seus adicionais e benefícios! E ainda cria formulários para os trabalhadores se responsabilizarem por qualquer dano. Haja desumanidade!

Por isso a Diretoria da FINDECT e dos Sindicatos filiados orientam os trabalhadores não assinarem documentos ou termos. NÃO ASSINEM NADA ANTES DE UMA ORIENTAÇÃO DO SEU SINDICATO!

A preservação da saúde e segurança dos trabalhadores nesse momento é o essencial!

A direção da ECT continua enrolando e se omitindo no fornecimento dos itens essenciais de higiene e segurança.

O álcool em gel e sabonete líquido, papel toalha e álcool individualizados, com kits garantidos por trabalhador, não foram disponibilizados universalmente. A higienização dos locais de trabalho e das encomendas e correspondências a serem manipuladas também não – o que é essencial porque o vírus sobrevive na superfície de objetos por muitas horas.

A OMS recomenda o uso de máscara por quem apresentar sintomas da covid-19, como tosse. E pelos saudáveis que cuidam de alguém contaminado ou suspeito de estar contaminado pelo coronavírus.

A direção da ECT deveria se sensibilizar com a situação, pois há muita gente contaminada que não apresenta sintomas, como os trabalhadores dos Correios vão saber se há contaminados entre seus colegas de trabalho e no público que atendem?

Cuidado e responsabilidade são essenciais

A expansão do vírus está em ritmo acelerado e o governo precisa fazer mais para proteger a população vulnerável.

Essa população está nas favelas e periferias, onde as condições sanitárias são precárias, as vielas estreitas, as casas pequenas e superpovoadas, a informação pouco chega e a aglomeração não cessa.

E os trabalhadores dos Correios estão nesses lugares, vivendo ou fazendo o trabalho “essencial” que lhes é imposto.

Não dá para a direção da empresa continuar tratando a doença como uma “gripezinha” e manter o ecetista exposto ao risco de contaminação e morte!

A FINDECT e Sindicatos filiados reforçam a orientação para que os trabalhadores continuem denunciando os locais onde não há itens de segurança e higiene, essa denuncia será crucial para reforçar as ações judiciais propostas pelos sindicatos em suas bases.

INFORMATIVO FINDECT – 006/2020
Compartilhe agora com seus amigos