Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Ameaça de privatização dos Correios fica mais forte

Notícia publicada dia 19/04/2019

Tamanho Fonte:

Superministro privatizador e entreguista voraz diz que “tem empresa que vai ser privatizada que vocês nem suspeitam”, e assessor entrega que se trata dos Correios! A luta e urgente!

Apesar da maior parte da população ser contra a venda de estatais e a reforma trabalhista, apontada recentemente por uma pesquisa do Datafolha, que segundo levantamento, realizado em 18 e 19 de dezembro do ano passado com 2,077 mil pessoas em 130 cidades, 60% dos entrevistados discordam (totalmente ou em parte) de que o governo deva privatizar estatais, e 57% são contrários à redução das leis trabalhistas.

Mesmo assim, o Ministro da Economia, representante dos interesses empresariais e corporativos, ele próprio banqueiro que lucra com a previdência capitalizada/privada no Chile, afirmou à Globo News que “tem empresa que vai ser privatizada que vocês nem suspeitam”, e que o capetão já concordou. Seus assessores entregaram que se trata dos Correios.

É um crime privatizar uma empresa estratégica, essencial para a integração entre cidades e populações do país, lucrativa e com alto potencial para crescer e lucrar ainda mais.

Porque vender essa empresa? O governo reconhece seu alto valor e diz que ela só precisa de inovações para se consolidar como líder no segmento e-commerce, que não para de crescer. Mas que essa inovação só é possível com a privatização.

Onde está a lógica disso? Por que o governo não pode investir para lucrar muito mais depois e reverter os recursos para o bem da empresa e da população?

“Só de falar em vender surgem muitos interessados”, disse uma fonte do governo ao Portal G1. Vamos pensar juntos: Que empresário capitalista empreendedor compraria uma empresa que não dá lucro? Qual investiria seus bilhões para ter prejuízo? Nenhum, claro. Então por que tem tanto interessado?

Esse governo quer privatizar tudo porque representa e obedece aos interesses corporativos empresariais, que querem as estatais para ampliar seus investimentos e lucros. Isso é claro e evidente, só não vê quem não quer.

Privatização = demissão! É preciso resistir!

Ou governo e empresa estão usando a técnica da dispersão, em que cada um fala uma coisa para confundir e paralisar a ação dos trabalhadores, ou estão batendo cabeça. O resultado, no entanto, é o mesmo. A ameaça de privatização é forte!
Nós trabalhadores precisamos resistir. Temos muito motivos para isso. Um deles é a defesa dos nossos empregos.

“A luta contra a privatização dos Correios precisa ser intensificada. Afinal, a cada dia fica escancarado o projeto do governo de pôr em prática a entrega do patrimônio público e da aposentadoria”, declaração Ronaldo Martins.

Toda estatal privatizada demitiu milhares de funcionários. Nos Correios a situação seria caótica, pois terceirizariam a maior parte das tarefas e trocariam os funcionários para acabar com o Acordo Coletivo e os diretos nele contidos, conquistados ao longo dos anos. Você quer inflar o índice de desemprego que já bateu o recorde histórico com mais de 13 milhões sem trabalho no país?

Governo não quer que você lute

Por isso está atacando os Sindicatos com medidas para leva-los à falência. Ele sabe que a principal ferramenta de organização, conscientização, união e luta dos trabalhadores é o Sindicato, e quer impedi-los de atuar.

No mesmo sentido vai um julgamento recente do TST, que discutiu se greve contra a privatização é política ou econômica, numa tentativa de proibi-las.

Abre o olho trabalhador! Estão querendo bater sua carteira, roubando seus direitos e seu emprego. Reaja junto com o SINTECT-RJ!!!

Compartilhe agora com seus amigos