Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Comissões debatem risco de demissão de funcionários e fechamento de agências dos Correios

Notícia publicada dia 25/06/2018

Tamanho Fonte:

O debate será às 9h30 desta terça-feira, no plenário 12.

As comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público e de Legislação Participativa da Câmara promovem audiência pública conjunta nesta terça-feira para discutir a demissão de funcionários e o fechamento de agências da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Os pedidos para o debate são dos deputados Leonardo Monteiro (PT-MG) e Glauber Braga (PSOL-RJ). Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Correios, Leonardo Monteiro cita notícia publicada pela imprensa sobre a existência de relatório dos Correios prevendo o fechamento de 513 agências e a demissão de mais de 5 mil servidores. Ele quer explicações sobre a veracidade da notícia e do referido relatório.

“Sabe-se que os Correios são o serviço público federal mais próximo dos cidadãos, podendo exercer relevante influência no crescimento e desenvolvimento do País, ao tempo em que proporciona à população brasileira acesso a serviços postais e financeiros. O fechamento e por consequência o enxugamento da empresa demonstraria um grande equívoco na gerência das empresas públicas por parte do governo”, ressaltou.

Glauber Braga preocupa-se ainda com a possibilidade de privatização da empresa. “Não é de agora que o governo federal vem ampliando de forma enérgica medidas entreguistas que comprometem sobremaneira a soberania nacional. Empresas públicas estratégicas para o país estão sendo entregues ao mercado”, lamentou.

Foram convidados para a audiência representantes da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos; do Ministério Público do Trabalho; da Federação Interestadual dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos; da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios; doInstrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora – Intersindical; da Central Única dos Trabalhadores – CUT; da CSP Conlutas; e da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB. O debate será às 9h30 desta terça-feira, no plenário 12.

Perguntas já podem ser feitas no portal interativo da Câmara dos Deputados (clique aqui).

As informações são da Agência Câmara Notícias

Compartilhe agora com seus amigos