Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Correios fecham agências e aumentam sofrimento dos brasileiros

Notícia publicada dia 19/11/2020

Tamanho Fonte:

A falta de compromisso e gestão do governo Bolsonaro e direção dos Correios no Rio de Janeiro tem deixado a população sem atendimento e prejudicadas economicamente, precisando se deslocar ao centro da cidade para retirar suas encomendas.

A lógica de fechamento de agências, principalmente as mais lucrativas, faz parte de uma ofensiva privatista do governo Bolsonaro sobre os Correios. O fechamento das agências em Jacarepaguá, gerou revolta da população que está precisando se deslocar até às agências do centro do Rio para retirar suas encomendas.

A nova modalidade de privatização dos Correios passa pelo sucateamento, abrindo espaço para que as Empresas privadas atuem onde os Correios Estatal deveriam estar.

As agências próprias viraram depósitos de carga, deixando de atender a população e captar recursos para realizar entrega interna, gerando perda de clientes devido as filas gigantescas, fora o aumento das reclamações, ou seja, o governo Bolsonaro têm acelerado o proposta de liquidação dos Correios com a redução de sua atuação no mercado.

O fechamento das agências é grave e ameaça o comércio local, os pequenos, médios e grandes empresários, além de prejudicar os trabalhadores que são deslocados para trabalhar longe de suas residências.

“O governo quer a liquidação dos Correios, pois não consegue convencer os parlamentares sobre a privatização da Estatal, que após o apagão no Amapá, mostrou que também pode haver um apagão postal em caso de venda da empresa. Fora que isso está trazendo um transtorno muito grande para o comércio e para os clientes. Isso traz um desconforto, insatisfação e reclamações”, disse Sebastião Brazil, Secretário de finanças do SINTECT-RJ.

Situação crítica

A falta de compromisso e gestão da direção dos Correios no RJ é inadmissível, fecharam a AC Afonso Cavalcanti, além de mandar a carga de entrega interna da AC Taquara para o espaço da antiga AC Afonso Cavalcanti, e com isso transferindo trabalhadores de outras agências para poder fazer a entrega interna, e assim gerando filas imensas e reclamações dos clientes que viram a qualidade do atendimento reduzir por conta da falta de funcionários para desempenhar as atividades.

“As pessoas estão precisando se deslocar por longas distâncias, indo até o centro do Rio de Janeiro para poder retirar suas encomendas provocado pelo fechamento de agências. A população em busca de atendimento, em grande parte das vezes, quando encontram, precisam enfrentar longas filas, porque os Correios, além de reduzir o número de agências, também estão reduzindo o quadro de funcionários”, disse Débora Henrique, Diretora do SINTECT-RJ.

Por isso é tão importante defendermos os Correios Estatal. São eles que atendem as necessidades da sociedade. As empresas privadas se preocupam com o lucro, com a rentabilidade que terão com o negócio. E esquecem do principal: atender com eficiência e qualidade a população. É só os Correios faz isso em todo país!

Compartilhe agora com seus amigos