Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Descaso da Superintendência do RJ com fechamento do CDD Madureira prejudicará trabalhadores e clientes

Notícia publicada dia 17/11/2018

Tamanho Fonte:

Trabalhadores aprovam estado de greve após superintendente não cumprir promessa de novo imóvel para alocar o CDD Madureira, unidade será despejado no dia 20/11.

Em assembleia realizada pelo SINTECT/RJ no dia 13 de novembro, os trabalhadores do CDD Madureira aprovaram estado de greve devido ao descaso da direção da empresa por não ter alocado um novo imóvel para que o CDD Madureira se instalasse. O compromisso assumido pelo superintendente do RJ, Cleber, não foi cumprido, com isso o sindicato orientou pela aprovação do estado de greve permanente.

Diante do descaso da empresa, o caos será instalado nos próximos dias, quando a unidade será absorvida pelo CDD Del Castilho, já sobrecarregado e sem a mínima estrutura para absorver tantos trabalhadores – totalizando cerca de 120 trabalhadores.

Os problemas não são apenas esses, com a mudança imposta pela ECT, os carteiros irão gastar mais tempo para se deslocar até os bairros de distribuição, ocasionando a piora nas condições de trabalho, aumento o tempo de deslocamento e prejudicando a população que terá a qualidade do serviço comprometida por conta da omissão da Superintendência.

Para a diretora Rosemeri Leodoro, “a ECT teve tempo hábil para resolver o problema do despejo da unidade, desde a compra do tem-tudo de Madureira. O SINTECT/RJ e os trabalhadores da unidade lamentam o tratamento pelo qual os representantes da empresa estão tendo com qualidade de serviço, é nítido que diante das condições impostas aos trabalhadores o serviço da unidade estará comprometido”.

A diretora Áurea alerta que esta mudança do CDD Madureira para CDD Del Castilho ocasionará muito tempo improdutivo para fazer a entrega dos objetos postais aos destinatários, e que a qualidade do mesmo estão comprometidas, um descaso total. Nos próximos dias teremos reuniões com a Direção da ECT, cobrando uma posição da área técnica para realocação da unidade CDD Madureira. Tudo indica que essa absorção da unidade com o Del Castilho não dará certo, o local ficará com cerca de 120 trabalhadores, sendo que o espaço comporta no máximo 50.

O SINTECT/RJ e trabalhadores irão fazer um trabalho de conscientização com a população, iremos avisar a todos destinatários sobre as reais condições da unidade. Vamos manter a mobilização e a qualquer momento os trabalhadores irão paralisar as atividades, pois o tempo improdutivo no deslocamento do trabalhador (a) será de duas horas para ir e vir do distrito, declarou o diretor Douglas Pinto.

O Governo Temer e a direção dos Correios vêm impondo um plano de reestruturação de suas unidades de atendimento e distribuição em todo país e recentemente decidiram encerrar as atividades em 41 agências de 14 Estados do Brasil. A justificativa da ECT para escolha foi as unidades que ocupam imóveis alugados. No entanto, a proposta é de enxugamento, prejudicando propositadamente a população, causando uma insatisfação dos clientes e uma piora nítida na prestação do serviço de Correios.

Para o Secretário Geral Ronaldo Martins, o Rio de Janeiro está jogado às traças com essa superintendência incompetente e que nada resolve, a omissão é tão grande que deixaram o CDD ser despejado, não deram uma resposta aos trabalhadores e nem se movimentaram para encontrar um novo imóvel, tremendo descaso e irresponsabilidade. O SINTECT/RJ e trabalhadores manterão mobilizados, realizando atos e chamando a população para apoiar essa luta que é de todos nós.

Essas mudanças, realizadas pela direção dos Correios e Governo Federal, é parte do processo de reestruturação que passa a empresa com a redução significativa do número de funcionários no quadro da empresa, que elevou os serviços para os trabalhadores da ativa. Sendo que o último concurso foi em 2011, de lá pra cá nada foi feito e quem está arcando com esse descaso são os trabalhadores. Tal política vem aumentando consideravelmente o número de adoecimento entre os funcionários devido a maior carga de trabalho e o aumento do nível de estresse e outros problemas graves de saúde.

O SINTECT/RJ REPUDIA O DESCASO DA SUPERINTENDÊNCIA DO RJ E CHAMA OS TRABALHADORES PARA MANTER A MOBILIZAÇÃO PERMANENTE.

Compartilhe agora com seus amigos