Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Falta de respeito pode levar a acidentes mais graves

Notícia publicada dia 26/11/2021 15:07

Tamanho Fonte:

“Não é só um caso de incompetência, é pior!” Para o Secretário de Assuntos Jurídicos do SINTECT-RJ, Fagner Lopes, a gestão dos Correios do Rio de Janeiro sabe que as bicicletas estão em estado lamentável, mas faz uma opção consciente de obrigar o trabalhador a utilizá-las colocando em risco a integridade física do trabalhador. “Não se importam nem mesmo com a vida das pessoas. Imagine se esse pedal que mutilou a companheira tivesse quebrado no meio do trânsito. Poderia ter sido fatal,” protesta o diretor do Sindicato.  

As bicicletas velhas estão espalhadas por todas as unidades da empresa, o número de acidentes  é alarmante. “As pessoas se machucam diariamente com equipamentos em péssimas condições. A reclamação é generalizada em todo o Estado. As bicicletas novas parecem cabeça de bacalhau, a gente sabe que existe, mas ninguém conseguiu ver uma em operação,” explica o diretor. 

Segundo Fagner, a gestão sabe da falta de bicicletas e dos amontoados de sucatas que estão nos setores de trabalho e, principalmente, dos riscos que os trabalhadores estão correndo no uso dessas sucatas. “Muitos companheiros tiram dinheiro do próprio bolso para consertar o equipamento para cumprir a sua jornada de entrega, com um risco menor de se acidentar. Isso não é só incompetência, é um projeto claro de sucatear a empresa e entregá-la ao capital privado,” denuncia o dirigente. 

As fotos enviadas pelos trabalhadores mostram o estado em que se encontram os equipamentos que são utilizados pelos trabalhadores. Para o diretor, a atual gestão dos Correios no Rio de Janeiro privilegia a eficiência e as boas práticas empresariais. ” É isso que tem feito as condições de trabalho piorarem, aumentando severamente o risco de acidente de trabalho. Não é à toa que a empresa tenta a todo custo colocar empecilhos para a realização de eleições de CIPA. “Um trabalhador afastado por acidente de trabalho é um custo altíssimo para a empresa. Mesmo que seja por doenças que tem origem no alto nível de estresse e a falta de descanso adequado. Isso faz que tenhamos cada vez menos gente para trabalhar e atender menos ainda a população. Isso tem que acabar urgentemente, a população precisa muito do serviço dos Correios,” finaliza

Compartilhe agora com seus amigos