Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Fechamento do CDD Leblon na mira da GEDIS

Notícia publicada dia 14/09/2021 20:38

Tamanho Fonte:

A bola da vez agora é o CDD Leblon, na Zona Sul da cidade, que entrou na mira da GEDIS para fechar a unidade e transferir suas operações para o já sobrecarregado CDD Copacabana. A ação vai levar ao colapso os já degradados serviços que a empresa oferece na região. A população que já reclama dos atrasos ficará ainda mais insatisfeita, uma vez que a ação não garante em nenhum aspecto a melhoria dos serviços.

“Há tempos convivemos com fechamento de importantes unidades operacionais no Rio de Janeiro, como o CDD Bangu, CDD Madureira, CDD Bonsucesso e CDD Vaz Lobo. O que fez piorar em muito os serviços e também as condições de trabalho. Isso demonstra a subserviência aos interesses privatistas dos milicos dos Correios,” destaca o diretor jurídico do SINTECT-RJ, Fagner Lopes.

Para Fagner, a situação atinge a dignidade do trabalhador pela situação lamentável das condições de trabalho em unidades superlotadas, que não conseguem ter condições mínimas de higiene. “Os trabalhadores do CDD Copacabana, que já não comportam o seu próprio efetivo, já estão dizendo que o fechamento do CDD Leblon vai transformar a unidade num novo Carandiru,” denuncia o dirigente.

GEDIS antecipa a privatização dos Correios

O diretor jurídico destaca que a saga da GEDIS de fechar unidades operacionais no Rio de Janeiro busca preparar a empresa para a privatização. O que se mostra antiético, uma vez que é um empregado público cumprindo o papel de agente privado dentro de uma empresa estratégica para o país, contrariando o papel social dos Correios e a vontade do povo Brasileiro contrário à privatização. 

“Não existe qualquer justificativa administrativa que comprove que o fechamento dessas unidades operacionais melhoram  os serviços oferecidos pela empresa. É só uma ação inescrupulosa daqueles que querem privatizar os Correios,” sentencia o dirigente.  

O departamento jurídico do SINTECT\RJ já está tomando todas as medidas cabíveis para barrar mais esse desmando da atual gestão. A privatização está sendo derrotada porque contraria a vontade do povo brasileiro, não faz qualquer sentido fechar unidades operacionais para melhorar o atendimento da população.

Compartilhe agora com seus amigos