Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Mais um município Brasileiro sem Correios

Notícia publicada dia 25/05/2022 17:21

Tamanho Fonte:

A diretoria do SINTECT-RJ repudia a prática de fechamento de unidades, principalmente das ACs que prestam serviços diretos para a população. Para o presidente do SINTECT-RJ, Marcos Sant’aguida, o fechamento de uma agência dos Correios causa um prejuízo enorme para a população. “Não podemos tolerar essa situação. O fechamento da unidade de Queimados vai retirar o acesso aos Correios de mais de 150 mil pessoas, uma afronta ao estado democrático de direitos e, principalmente, à Constituição da República. 

Contrário ao que manda a legislação Brasileira, a gestão Bolsonarista dos Correios quer fechar mais uma unidade e, com isso, deixando mais um município Brasileiro sem serviço dos Correios. Dessa vez, o fechamento é AC de Queimados na baixada fluminense do Estado do Rio. O crime cometido pelo gestor é da universalização do serviço postal, que obriga o atendimento dos Correios em todo território nacional. 

A importância histórica e econômica do município de Queimados que tem uma população de mais de 150 mil habitantes e conta ainda com um parque industrial e uma zona rural que fazem um pib de R$ 32 milhões. Além de sua importância geográfica que determina a necessidade imperiosa de uma agência de atendimento na região. Não existe argumento técnico que justifique o fechamento de uma unidade, sem sua imediata reposição na mesma região. A substituição da operação dos serviços para AC Nova Iguaçu é totalmente irreal, uma vez que a unidade fica a 20 quilômetros de distância e o único acesso possível de Queimados até Nova Iguaçu é feito pelo trem. Nesse sentido, toda a população da cidade ficará totalmente sem atendimento do serviço postal obrigatório. 

A diretoria do SINTECT-RJ repudia a prática de fechamento de unidades, principalmente das ACs que prestam serviços diretos para a população. Para o presidente do SINTECT-RJ, Marcos Sant’aguida, o fechamento de uma agência dos Correios causa um prejuízo enorme para a população. “Não podemos tolerar essa situação. O fechamento da unidade de Queimados vai retirar o acesso aos Correios e ao serviço postal para mais de 150 mil pessoas, uma afronta ao estado democrático de direitos e, principalmente, à Constituição da República,” protesta Sant’aguida. 

Para os trabalhadores o prejuízo é irreparável, a unidade de Nova Iguaçu já sofre com a falta de infraestrutura para atender uma demanda muito acima de sua capacidade operacional. “A unidade está lotada o dia inteiro, filas gigantescas se formam, a população sofre com a falta de funcionários e a unidade vai passar a receber ainda uma carga do município de Queimados. Um absurdo e um desrespeito com o trabalhador,” sustenta o secretário de Comunicação do SINTECT-RJ que atua na região, Pedro Alexandre. 

O Sindicato está encaminhando ofícios para os deputados na Assembleia Legislativa e também para os políticos da região denunciando a ação absurda da gestão Bolsonarista dos Correios no Rio de Janeiro. Queimados não pode ficar sem o atendimento do serviço nacional postal.

Compartilhe agora com seus amigos