Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

#OPINIÃOECETISTA: SETE MESES DE INTERVENÇÃO NO POSTALIS!

Tamanho Fonte:

No mês de maio de 2018, completou sete meses de intervenção no Postalis pela Previc (Superintendência de Previdência Complementar), que paralelamente segue também sob a investigação da Policia Federal. A intervenção, que teve seu inicio em 04 de novembro de 2017, teve sua prorrogação em 04 de abril, e é importante registramos que, desde de sua concretização, não apresentou motivos consistentes para a sua existência. Bem como, nesse período, sob o controle da Previc, fez com que fosse reduzido o patrimônio do Postalis, com reflexo na diminuição das cotas dos participantes do Postal Prev.

Ao mesmo tempo, deparamos também com vários desencontros na administração do Postalis, na pessoa do atual interventor – Walter de Carvalho Parente, como afirmar, em reunião, ao Conselho de Administração dos Correios, que os advogados do BNYMELLON lhe pediram propina, e a seguir desmentir tal informação.

Também tomarmos conhecimento de um telegrama sigiloso, descoberto por uma jornalista do O GLOBO, enviado a assessoria jurídica nos EUA (contratada pelo próprio Postalis), suspendendo os serviços jurídicos da mesma na recuperação de 7 bilhões de reais do Fundo de Pensão dos trabalhadores dos Correios. Situação que, logo a seguir, também foi negada pelo atual interventor.  Neste sentido, ao sabermos também que a comissão de inquérito, constituída no âmbito da intervenção, até o presente momento não adentrou na apuração das perdas milionárias das gestões passadas – presididas pelos senhores Predtechenshy (de 2006 a 2012), e Antônio Conquista (de 2012 a 2016), me deixa bastante preocupado.

É de fundamental importância que as Federações, os Sindicatos, e os participantes, fiscalizem o nosso Fundo de Pensão, acompanhando de perto a intervenção em curso, exigindo a apuração dos ilícitos cometidos nesses períodos. É preciso, também, que apoiem as operações da Policia Federal, denominadas de Pausare e Risoma, que já começam a desvendar e revelar, com prisões de ex-dirigentes da empresa, e empresários como o sr. Artur Pinheiro Machado, as suas culpabilidades nas ações criminosas ocorridas no interior da INSTITUIÇÃO, apontando, também, a possibilidade de recuperarmos os valores milionários desviado do Postalis.

MARCOS SANT’AGUIDA
DIRETOR DA FINDECT, SINTECT-RJ E ELEITO PELOS TRABALHADORES DIRETOR DE BENEFÍCIOS DO POSTALIS


*A opinião do autor acima não representa a opinião geral da FINDECT, sendo esse espaço apenas um veículo de divulgação de diferentes visões, todos os direitos e responsabilidades correspondem ao autor.

Notícia publicada dia 10/05/2018

Compartilhe agora com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *