Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Postalis: Reajuste do seguro de vida é mais uma ação desastrosa da gestão de Bolsonarista

Notícia publicada dia 02/06/2022 18:08

Tamanho Fonte:

Os indicados de Bolsonaro na gestão de do Postalis não se acanham em tirar dinheiro dos trabalhadores. Em uma manobra nitidamente ilegal, os gestores aprovaram um reajuste 5% no valor pago pelos beneficiários para o seguro de vida em grupo, sem o consentimento dos mesmos. O que fere os artigos 8o e 9o  circular No  317 da Superintendência de Seguros Privados – Susep, do Ministério da Fazenda.

Segundo o presidente do SINTECT-RJ, Marcos Sant’aguida, o reajuste é mais uma forma que a diretoria do Postalis utiliza para mostrar o caráter e como age a gestão bolsonarista nos Correios. “Atuam infringindo a lei e a Constituição, sem diálogo com os trabalhadores e as representações sindicais. Com o aval de Bolsonaro, seus gestores fazem de tudo, sem medo de serem julgados pelos seus atos. Estão enganados porque os Governos passam,” explica  Marcos. 

Para o presidente é preciso lutar contra essa prática do governo Bolsonaro. “Vamos fazer tudo para impedir mais esse absurdo. É só mais uma ilegalidade entre tantas outras. Todos os dias somos submetidos a mais uma ação desastrada do Governo Bolsonaro, que vive de encontrar brechas na legislação para prejudicar os trabalhadores, principalmente dos Correios,” destaca o presidente.  

Segundo Sant’aguida, os representantes dos trabalhadores dos Correios no Postalis têm uma dura tarefa, mas não conseguem impedir as questões absurdas como essa por conta da composição da diretoria do fundo. Marcos explica que os trabalhadores são eleitos democraticamente para compor o conselho gestor do Postalis, mas não há democracia na tomada de decisões, uma vez que os indicados da gestão dos Correios são a maioria. “Todos os pontos colocados em votação, mesmo diante da nossa discordância, são aprovados. Aos representantes dos trabalhadores cabe o papel de questionar e denunciar os absurdos cometidos por esses gestores, que nesse momento são militares aliados de Bolsonaro indicados para conduzir a gestão dos Correios, Postalis, e no Postal Saúde, que vem causando enormes prejuízos aos trabalhadores” explica o presidente

Segundo o presidente,  essa prática de ilegalidades da gestão Bolsonarista mascara os déficits da empresa, uma vez que, depois da derrota na justiça, a empresa terá que gastar esses mesmos recursos. “Assim, eles vão criando uma falsa sensação de contas ajustadas, mesmo que isso prejudique os trabalhadores. Temos que dar um basta nesse absurdo cometido sob orientação de Bolsonaro e Paulo Guedes. Outubro se aproxima e os trabalhadores dos Correios não podem titubear, é preciso tirar Bolsonaro na presidência,” finaliza Sant’aguida.

O reajuste foi anunciado no site do Postalis no dia 31 de Maio, e segundo o conteúdo do site, o reajuste já tem  validade para o mês de junho. 

Compartilhe agora com seus amigos