Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

SINTECT-RJ participa de grande ato em defesa da soberania e contra a privatização de estatais

Notícia publicada dia 04/10/2019

Tamanho Fonte:

Trabalhadores dos Correios foram às ruas em protesto contra a privatização dos Correios e contra o desmonte da educação pública no país em ato convocado pela frente em defesa da soberania.

O centro do Rio foi palco de mais uma grande manifestação nesta quinta-feira, 3/10, que contou com a participação da diretoria do SINTECT-Rj e dos trabalhadores dos Correios, da Petrobrás, estudantes, professores e lideranças sindicais e políticas, que mais uma vez se uniram contra as Privatizações, em Defesa da Amazônia, por Empregos, pela Saúde, contra os Cortes da Educação e do Future-se e da reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

O ato convocado pela Frente Nacional em Defesa da Soberania e das Empresas Públicas levou milhares de manifestantes às ruas no “Dia do Luto pelo Brasil”, percurso saiu da Candelária passando pelas sedes da Petrobras e da Eletrobras, empresas que além dos Correios são alvos da onda privatista e da política neoliberal adotada por Bolsonaro e Paulo Guedes.

A manifestação foi importante para podermos colocar nossas bandeiras de luta e defesa da maior empresa pública brasileira presente em todos os municípios brasileiros. E, para derrotar esse projeto de desmonte das estatais é preciso unificar a luta com as demais categorias, conscientizar a população e pressionar os parlamentares, e esse ato foi o marco inicial dessa luta importante que será intensificada agora após o término da campanha salarial.

Para o presidente do SINTECT-RJ, Ronaldo Martins, “Nós, trabalhadores dos Correios vamos apoiar os estudantes, os petroleiros, bancários e demais categorias em todas as mobilizações. Esse governo nefasto que desrespeita a classe trabalhadora todos os dias precisa ser combatido. O único jeito é nos unirmos e irmos para as ruas lutarmos pela nossa educação pública, pela aposentadoria, pela soberania nacional e contra a privatização dos Correios”, reforçou.

O Manifesto em defesa da soberania nacional destaca a importância do serviço social e denuncia o desmonte que o governo Bolsonaro vem promovendo, confira:

“As riquezas do povo brasileiro estão ameaçadas. Bolsonaro, Guedes e sua turma querem entregar tudo de mão beijada ao capital estrangeiro: as empresas públicas, a Amazônia, nossa produção científica e tecnológica. O governo já anunciou que pretende privatizar tudo que puder: os Correios, a Casa da Moeda, a Eletrobras, o Serpro e a Dataprev. A maior empresa do país, a Petrobrás, também está ameaçada, assim como a Caixa Econômica e o Banco do Brasil. Caso nossas empresas deixem de ser públicas, para onde vai o lucro do pré-sal, que deveria ser investido em saúde e educação? Quem vai financiar a juros baixos a moradia popular para os mais pobres? E o plantio e colheita dos agricultores, que colocam comida na mesa do povo brasileiro? O que sobrará das universidades públicas, caso tenham que buscar capital privado para financiar a pesquisa científica do país? E o que será de nossa juventude e de nosso futuro sem as universidades públicas?”, alerta o manifesto.

Abaixo-Assinado nacional contra a privatização dos Correios

O SINTECT-RJ destaca a importância do abaixo-assinado contra a privatização dos Correios como mobilizador e uma ferramenta de comunicação importante.

“A coleta de assinaturas para o abaixo-assinado será intensificada porque acreditamos que esta é uma ferramenta muito importante para conversarmos com a população e explicarmos sobre a importância dos Correios Estatal, Público e de qualidade”, disse a Secretária-geral do SINTECT-RJ, Rose Leodoro.

O SINTECT-RJ ressalta a importância de estarmos nas ruas defendendo os Correios e a soberania nacional, e o sindicato convocará novos atos e chama toda a categoria para lutar e se engajar em defesa dos direitos, do emprego e contra a privatização dos Correios.

Filie-se ao Sindicato, ele é o seu instrumento de luta e resistência em defesa de seus direitos.

Clique aqui e imprima sua ficha de filiação e entregue preenchida ao diretor do sindicato.

Compartilhe agora com seus amigos