Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

Vitória dos trabalhadores do CDD Curicica

Notícia publicada dia 04/03/2020

Tamanho Fonte:

JUSTIÇA CONDENA CORREIOS A INDENIZAR TRABALHADORES DO CDD CURICICA VÍTIMAS ASSALTO

Em 18/07/2015, os trabalhadores do CDD Curicica sofreram assalto, tendo sido feito reféns, seus pertences roubados, amarrados pelas mãos e ameaçados de morte.

O departamento jurídico do SINTECT-RJ conquistou uma vitória importante aos trabalhadores após ingressar com ação judicial contra os Correios devido a falta de segurança no CDD Curicica em que durante ação violenta ocorrida em 2015, os trabalhadores foram rendidos, tiveram seus pertences pessoais e celulares roubados, também foram trancados e ameaçados de morte dentro de uma sala.

Na ocasião, o SINTECT-RJ agiu rapidamente na assistência aos trabalhadores sendo orientados pelos diretores Débora Henrique e Sebastião Brazil,  que atuam na área a darem entrada na ação por danos morais.

Com base no argumento que é  dever do empregador – Correios – garantir a integridade física e psicológica de seus empregados, o departamento jurídico do SINTECT-RJ obteve êxito na ação e os Correios foram condenados a indenizar em R$ 20 mil reais por danos morais causados a cada trabalhador que sofreu estresse pós-traumático após ação violenta na unidade de trabalho.

Na decisão proferida, ela cita que “Não obstante a previsão nas  normas coletivas, não há provas  nos autos de que a Ré tenha adotado medidas para prevenção da ocorrência de assaltos na sua unidade, razão pela qual resta configurado o evento danoso, o nexo causal e a responsabilidade da empresa em não adotar medidas de segurança a inibir do risco na prestação de serviços.”

Em decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro da 1° Região, a responsabilidade do empregador é objetiva, devendo a empresa arcar com indenização em caso de danos ao trabalhador.

O desembargador ROGÉRIO LUCAS MARTINS deferiu indenização por danos morais aos trabalhadores substituídos processualmente, no valor de R$  20.000,00 (vinte  mil  reais) para  cada trabalhador.

A atual diretoria do SINTECT-RJ têm priorizado o trabalho em defesa dos direitos da categoria, e prontamente ingressando com ações judiciais objetivando  o cumprimento de todas as normas, direitos e do acordo coletivo de trabalho. “A garantia de segurança dos trabalhadores é dever da empresa, sendo assim o Departamento Jurídico do SINTECT-RJ manterá seu trabalho assíduo em defesa e integridade física e psicológica dos trabalhadores”, afirma Sebastião Brazil, Secretário de finanças do SINTECT-RJ.

Compartilhe agora com seus amigos