Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

A greve continua! Não aceitamos retirada de direitos!

Tamanho Fonte:

Aqueles que retiram nossos direitos, não terão um dia sequer de sossego

Os trabalhadores dos Correios do Rio de Janeiro aprovaram nesta segunda-feira (02), pela continuidade da greve no estado. Após intensas negociações sem avanço para o Acordo Coletivo de trabalho, a categoria deliberou greve por tempo indeterminado para que a ECT ouça e atenda as reivindicações dos trabalhadores. A próxima assembleia está marcada para quinta-feira (05), as 10h na Praça de Guerra, no Centro da cidade.

Entre as ações deliberadas está a participação da categoria no Grande Ato Nacional em Defesa da Soberania e Contra as Privatizações, amanhã (03/09), no qual a CTB integra a organização. A manifestação contará com integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (Mab), Eletrobrás, CEDAE, entre outras representações sociais, todos juntos em defesa do patrimônio público e contra as ações do governo golpista.

Ecetistas enterram Guilherme Campos e Temer durante ato

A categoria mais uma vez mostrou sua força e resistência. Na assembleia de hoje ficou claro que os ecetistas não aceitam a retirada de direitos. A categoria realizou em protesto as atitudes arbitrárias do presidente da ECT e do governo de Michel Temer, o enterro dos dois patrões do neoliberalismo, inimigos da classe trabalhadora.

“Se o senhor Guilherme Campos não ouvir os trabalhadores que sustentam essa empresa, vamos parar os Correios de todo país”, ressaltou André Gasperoni, do SINTECT-RJ.

Nossa luta continua e muitas ações estão previstas por todo país. Aqueles que retiram nossos direitos, não terão um dia sequer de sossego, pois vão ouvir todos os dias nossos gritos por justiça! Vem pra luta!

Confira abaixo mais fotos desta assembleia memorável:

Notícia publicada dia 02/10/2017

Comentários

JUAREZ CUSTODIO

BOA TARDE, NÃO SE PODE CALAR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *