Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro

Siga nas redes:

Filiado a FINDECT Filiado a CTB

PLENÁRIA DE DELEGADOS (AS) SINDICAIS DA CTB/FINDECT REFORÇA MOBILIZAÇÃO E DISPOSIÇÃO DE LUTA

Notícia publicada dia 09/07/2019

Tamanho Fonte:

A Campanha Salarial deste ano tem sido diferenciada, desde a forma que a empresa recebeu a pauta de reivindicações. Por isso, como pauta principal do encontro, os trabalhadores debateram estratégias de luta e resistência diante da atual conjuntura político e econômico do país contra a proposta de retirada de direitos da categoria e privatização dos Correios.

O SINTECT/RJ realizou importante plenária com os Delegados e Delegadas Sindicais nos dias 5, 6 e 7 de julho. O objetivo da reunião foi aprofundar o debate sobre a Campanha Salarial, o momento econômico e político em que ela se dá, diante de vários ataques aos direitos da categoria e contra a aposentadoria. Está evidente que o Governo através das propostas até então apresentadas, está disposto a querer explorar os trabalhadores. A mobilização agora é geral, e ninguém vai aceitar ataques da direção da ECT e Governo aos direitos e empregos dos Ecetistas!

Após saudação inicial do Presidente do SINTECT/RJ, Ronaldo Martins e da Secretária geral Rose Leodoro que parabenizaram os delegados(as) presentes pela disposição de luta e resistência. A plenária contou em seu primeiro dia, com uma análise da situação política e econômica do país e de Correios apresentada por Ronaldo Leite, Secretário de Formação Política Nacional da CTB.

Leite expressou preocupação com o momento vivido no país. Ele vê que o governo tem usado o argumento da crise econômica para propor reformas que retiram direitos dos trabalhadores, aprofundam a desigualdade salarial e não trazem nenhum resultado efetivamente positivo para o povo, tanto é que colocaram os Correios no topo da lista das empresa a serem privatizadas, algo que precisará de muita mobilização e luta da categoria para defender os seus empregos e direitos e manter a empresa pública e para toda população brasileira.

A plenária contou com a participação do Conselheiro de Administração da ECT, Mauricio Lorenzo, que fez uma apresentação sobre a atual situação do Conselho Administrativo, do balanço e expectativas para os trabalhos durante o mandato.

O debate esclareceu diversos pontos de questionamentos e dúvidas dos trabalhadores referente a atual situação da empresa, principalmente sobre a questão financeira e do projeto de privatização do Correios.

Para Ronaldo Martins, “Esse debate é extremamente essencial, os trabalhadores puderam ouvir o que o Conselheiro eleito trouxe de informações sobre o que se tem debatido dentro da direção da empresa, e tiveram a oportunidade de perguntar e esclarecer diversos questionamentos, principalmente sobre à privatização, algo que esse atual governo nefasto colocou como pauta prioritária, e agora é o momento dos trabalhadores fortalecerem à luta e defesa de seus direitos e empregos.”

O SINTECT/RJ realizou um importante curso de formação política e sindical, contando a história do sindicalismo, cujo objetivo foi de atualizar os conhecimentos sobre a história do movimento sindical, dos trabalhadores e sobre a conjuntura nacional.

A realização de cursos para atualização política e sindical dos trabalhadores do RJ estará sempre no calendário de atividades da entidade e, segundo o diretor de Formação do SINTECT/RJ, Fagner Lopes, eles são fundamentais sobretudo neste momento, em que o país vive uma das piores crises, com ameaça à democracia, aos direitos dos trabalhadores e dos projetos de privatizações. “Precisamos não apenas entender este momento, mas saber como agir e combatê-lo e hoje os trabalhadores debateram intensamente todos os pontos”, enfatiza.

Os trabalhadores também se debruçaram no debate sobre a situação do plano de saúde e do processo de mediação no TST e melhorias no atendimento e da rede credenciada. Débora Henrique, membra da comissão de saúde, realizou uma explanação sobre o processo de mediação (PMPP) no TST. Também participaram do debate Elizabeth Duarte, gerente da Postal Saúde no RJ, Murilo Almeida, responsável pela rede credenciada e Dalmyr Moreira, atuarial da Postal Saúde.

A LUTA E RESISTÊNCIA PRECISA E VAI SER MUITO FORTE ESTE ANO

Os Delegados Sindicais debateram a situação do projeto de privatização dos Correios e a mobilização dos trabalhadores nessa campanha em defesa dos direitos e empregos. Vários deles trouxeram testemunho das dificuldades vividas nos setores e da revolta que isso provoca. Mostraram que a categoria está em pé de guerra devido ao excesso de trabalho, pela falta de concurso público, à pressão e ao assédio moral das chefias, aos assaltos que aumentam devido à falta de atitude da ECT, às péssimas condições estruturais das unidades e não vão aceitar retrocessos nos direitos e falta de um aumento salarial justo.

SINDICATO CHAMA A LUTA

O companheiro Ronaldo Martins, Presidente do Sindicato, convocou os Delegados Sindicais e envidarem todo esforço e luta possível para desencadear uma mobilização fortíssima, que leve o Governo e direção da ECT retrocederem aos ataques aos trabalhadores. Uma ação fundamental do SINTECT/RJ e da FINDECT foi se reunir com todos os Sindicatos de Correios do país para unificar o calendário e a luta. Outra ação está no esforço concentrado da Diretoria para realizar reuniões setoriais em toda sua base, para informar e mobilizar os trabalhadores rumo a uma grande luta nesta Campanha Salarial.

A assembleia de avaliação da proposta da ECT será no dia 18 de julho, na Praça de Guerra, às 18h.

TODOS NA LUTA!

A MOBILIZAÇÃO É GERAL, E NINGUÉM VAI ACEITAR ATAQUES DA DIREÇÃO DA EMPRESA E GOVERNO AOS DIREITOS E EMPREGOS DOS ECETISTAS!

Compartilhe agora com seus amigos